segunda-feira, 15 de junho de 2009

Coloquei tudo para fora


Para quem tem acompanhado o blog, sabe que meu marido está na África e eu estou aqui no Brasil em tratamento médico. Estamos fisicamente separados há 6 meses. Chegamos num ponto em que não há mais comunicação entre nós.

Eu cheguei no meu limite.

Sexta feira passada, à noite, enviei a seguinte mensagem para ele, por e-mail:


"Olá
quero escrever sobre algumas coisas.
Espero que esteja bem. Soube que você ligou para o pastor.
O pastor já lhe respondeu, então vou falar sobre mim.
Estou muito decepcionada comigo mesma. Esperei muito de você. Confiei em você. Minhas expectativas falharam. Me machuquei muito.
Estou em tratamento. Não sei muita coisa de quanto tempo ainda preciso do tratamento e dos medicamentos.
Você sabe todas as coisas que me prometeu. A situação hoje é consequência da sua decisão.
Você decidiu colocar seu negócio na frente de nosso casamento.
Você decidiu colocar seu tio antes de mim como sua esposa.
Você escolheu trabalhar para seu amigo e passar tempo com ele em vez de cuidar de mim.
Você decidiu ir para DUbai em vez de vir ao Brasil.
Agora dá muitas desculpas para o pastor.
Você abusou de mim emocionalmente, abusou de mim fisicamente, abusou de mim espiritualmente.
E quando eu pedi para me ligar mais vezes porque eu precisava, você desprezou e continuou a dar desculpas.
Quando você mandou um e-mail me pediu perdão por coisas que TALVEZ você fez. Você nem tem certeza que fez algo errado, não reconhece seus erros.
Eu esperei você por 6 meses. Antes de casar eu falei para você que eu não consigo viver dessa maneira e você prometeu que não ía fazer isso. Você não se importa.
Cada dia que eu acordo eu sinto que você me rejeitou, porque você não está do meu lado - foi sua decisão.
Você prega na Igreja em Tete, mas não cuida da sua esposa.
Mês que vem ... vem aqui no Brasil e eu vou nomeá-la minha procuradora.
Ela vai me representar no Notariado de Tete para o pedido de divórcio.
Espero que você encontre uma nigeriana ou outra branca para te satisfazer sexualmente e não ficar machucada quando você deixar ela sozinha.
Não precisa mais se preocupar em vir ao Brasil.
Acabou.

Você mentiu
Prometeu
E não cumpriu.

Me deixou
Me abandonou
Quando mais precisei
Você se afastou.

Saiu,
Para ajudar outros
Amigo, tio,
Mas quando pedi tua ajuda
Você ignorou.

Eu não quero seu dinheiro
Não quero suas mentiras.
Você gastou, investiu,
Foi fazer negócio,
Mas decidiu
Que ía ficar comigo mais tarde.

Prioridade é o que se faz primeiro.
Você cuida do seu negócio,
Você ajuda seu amigo,
Você cuida da loja do tio,
Prega na Igreja, ensina jovens.
Tudo isso vem primeiro.
Eu não existo na sua vida.
Não te conheço mais.

Você poderia ter vindo
No início do meu tratamento
No momento mais difícil
Eu precisei de você.

Você não quer depender de ninguém
Mas não tentou nem saber
Com meus pais sobre minhas necessidades.
Você não tem responsabilidade.

Eu te disse que precisava de atenção
Mais do que uma vez por semana
Você acha que isso é um desperdício
E não quis gastar dinheiro comigo.

E quando me escreveu uma mensagem
Disse que TALVEZ tenha feito algo errado.
Você ainda escreveu TALVEZ,
Suas palavras são tão falsas
Nem enxerga seus próprios erros.

Um homem casado
Mandando mensagens no orkut
Para moças solteiras,
Me envergonha publicamente
Porque estou sozinha
E você não respeita ninguém
Nem se importa em me ferir.

Eu não sabia
Que casamento na Nigéria era assim.
Mas eu sei que,
Pela Bíblia,
Você não é marido prá mim."


Eu não queria terminar dessa maneira, queria que fosse olho no olho, mas não aguento mais. Me sinto presa, apertada, abandonada, perdida, cortada em pedaços, e como se todos olhassem para mim e me vissem por dentro.

Cada dia buscando um abraço, cada dia fugindo desse sentimento de abandono e rejeição, cada dia enfrentando o medo do preconceito de ser uma missionária divorciada e ao mesmo tempo clamando a Deus para não mais ser abusada como fui.

Se para manter um casamento preciso me sujeitar a abusos, prefiro ser julgada por Deus do que pelos homens. Um casamento não está acima do valor de uma vida, e com o ... estive à beira da morte - os médicos atestam isso.

Nunca vi o casamento com uma atitude de brincadeira ou entendimento de que seja algo descartável. Se estou como estou hoje é porque lutei com todas as minhas forças para me manter inteira dentro desse casamento.

Não quero continuar sendo abusada, não vou continuar nisso. Se o pastor não entende, não acredita em mim, prefere acreditar no ..., não posso fazer nada. Mas casamento não é apenas ele me mandar dinheiro. Eu não sou uma prostituta. Eu não quero o dinheiro dele. Casamento é mais do que a mulher receber dinheiro de um homem, e eu não estou vivendo uma aliança de casamento há muito tempo, antes mesmo de vir para o Brasil.
Tenho orado e chorado diante de Deus todos os dias, pedindo que ele me livre dessa situação, que ela passe logo, porque é uma tortura sem tamanho. É fácil dizer que sou dura com as pessoas.
Eu não sei porque o ... casou comigo. Ele quis tanto apressar nosso casamento - as pessoas podem confirmar isso com ele - e depois não deu conta de nada, não me ouvia, não se responsabilizava, trabalhava de graça para outros, me deixando em casa mal, eu pagava as contas, me abusou sexualmente quando fiquei sem poder comer, passando mal, ninguém pode me obrigar a continuar vivendo dessa maneira.
Quem vai decidir por mim? Tenho 30 anos. Me guardei 28 anos para esse casamento - não é brincadeira. Casei virgem. Mas considero minha vida com Deus e minha saúde mais importante do que o casamento, por isso tomei essa decisão. Não espero que concordem comigo, mas preciso que entendam minha dor.
Quando defendo meu ministério, estou fazendo o mesmo que Paulo fez diante de sua liderança, em defesa do próprio ministério, com respeito, e isso não foi dureza, foi justiça.
É o que estou me propondo a fazer. Tomei o cuidado de não insultar nem ofender ninguém, e até com um incentivo de minha psicoterapeuta me propus a ter meu ministério sob análise da liderança, uma vez que servi à Igreja do Senhor durante 18 anos.
Eu não sou uma criança. Estou aprendendo a viver. Estou aprendendo a buscar coisas que nunca tive coragem de buscar antes, de ter minha segurança na Palavra de Deus, não na opinião de pessoas. De tomar decisões por mim mesma.
Se o pastor estivesse preocupado com minha saúde emocional teria um pouco mais de sensibilidade e não me mandaria aquele e-mail no dia 12 de junho - simples assim.
Passei a sexta e o sábado chorando. Não me ajudou muito. Isso não é sensibilidade. Isso é dureza.
Eu quero que isso acabe.
Deus não vai me abandonar. Eu não sei dos outros, mas Ele não vai.

13 comentários:

Lúcia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lúcia disse...

Pois é amiga, Deus só condenou os hipócritas, aqueles que fingiam ser o que não eram. E Ele nos dá liberdade, como seus filhos somos livres, ele não nos obriga a nada. Como já te escrevi antes, Oro a Deus para que vc encontre forças nEle para passar por tudo, pq ninguém vai poder fazer isso por você. Conte comigo sempre.
Bjão.
Te amo.

Kat disse...

Querida, há muito tempo não comento, mas sempre dou uma passadinha por aqui. Eu só conheço você e sua história pelo seu blog, então não posso nem aplaudir, nem condenar sua atitude. Mas me alegro em saber que você tomou uma DECISÃO. Tomar decisões é algo que nos torna mais fortes e que permite que nossa vida continue a acontecer. Espero que agora você se sinta livre para começar uma nova página da SUA história. mil beijocas

Jairo disse...

Pois é, ninguém é de ninguém. Quando não se pode confiar em uma pessoa, é preciso deixá-la de lado e partir para uma nova vida! É isso que você deve fazer. Retomar sua vida, independente de todos, com suas premissas e seguir adiante. Ficar esperando o tempo todo uma decisão de outrem, é porque não tomamos nossas próprias decisões.
Sucesso para você.
Abraços

Mariana disse...

A obra que o Senhor tem para sua vida, com certeza é muito grande. Caso contrário vc não estaria passando por essas adversidades. Minha mãe sempre diz que crente-esquenta-banco-de-igreja, não incomoda o inimigo. E um dia, meu pastor disse algo muito interessante, que satanás, muitas vezes, acredita mais no nosso futuro do que nós mesmos. Por isso ele trabalha tanto para nos destruir. A sua vitória para mim, amada, é uma certeza. Porque Jesus já venceu tudo por vc.
Quanto as suas decisões, bem, só vc mesmo pode falar pq vc as vive. Não quero e não vou julgá-la, pelo contrário, farei, com todo o meu coração, a mais importante missão que Jesus me confiou: te amar.

rs, não sei quem é vc. mas Jesus o sabe. sei que é minha irmã, esteja onde estiver. e orarei por vc. mas para isso, preciso ao menos do seu primeiro nome, para não me referir a vc, em minha oração, como: a menina leoa do blog... rs

lindo o seu comentário no meu blog. com certeza vc é muito especial.
Uma semana de bençãos e superações para vovê em nome do nosso Senhor Jesus!
Em Cristo,
Mariana

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Lioness Querida,

Separe-se desse homem já, ele não merece vc.

Conte comigo para o que precisar, viu? Estou às ordens.

Força, torço por vc.

Beijão,

Bela

Juh Muniz disse...

Sinceramente, estou comovida com sua historia.
Te achei em um dos blog's que vc comentou. E eu to tão revoltando com seu 'esposo' quanto passada com essa historia.
Não sei qual doença vc tem, mas é possivel Deus cura-la.
Quanto ao seu 'casamento', não aceite viver de aparencia. Mude já. A vida é simples, quem complica somos nos.
Deus está com vc, SEMPRE!

Já me tornei seguidora..
Na fé!
Ah, passa la no meu tb! :)

Pri disse...

Lioness,

tenho acompanhado sua história aqui no blog, e não consigo atinar o que aconteceu com esse homem para que ele agisse dessa forma com você.
Alguém que se diz cristão e prega o evangelho jamais poderia ter esse tipo de atitude.

Só posso te dizer uma coisa:
Nunca trate como prioridade quem te trata como opção.

Você percebeu isso e está dando os primeiros passos para se libertar dessa relação destrutiva.

E o mesmo Deus que não vai te abandonar é aquEle que vai julgar as atitudes desse homem que não merece ser chamado de marido.

Fique em Paz.

Bjs!

dona perfeitinha disse...

Você vai vencer mais essa. Tem muita coisa pra viver. Fazer outra pessoa que realmente mereça, mais feliz.
Não sei se te falei, mas meu irmão também faz tratamento como você. A vida é a mesma, mas com um pouco mais de cuidados e atenções e um entender de si próprio mais profundo pra evitar complicações, né?
Um beijo grande,
Talita.

Zona livre - Num cinema bem distante de você disse...

Tá vendo como a vida é?

Eu tava afundada em problemas, só olhando para os meus problemas... Atacada, sem tempo, com as coisas da univ., do trabalho, pós-graduaçao, namorado e tal.. Há séculos que não entro no blog das pessoas que aprendi a me relacionar e hoje dou de cara com esse post.

Gente, nunca imaginei isso de uma pessoa que acredito ter um espírito gigantesco!

Sempre que você comenta em meu blog, vejo, literalmente, um sorriso. Não é incrível isso?

Então, uma das únicas coisas que vou levar sobre essa vida é isso: viva intensamente e só desperdice seu tempo com quem merece!

Eu já tive muitos amigos. Hoje conto nos dedos. É raro você ver as pessoas darem a mão quando você está com problemas, como aconteceu até recentemente comigo...

Anyway, boa sorte.

Sua história me lembra a da minha mãe... Mas, a minha mãe demorou demais para romper os laços. Percebi que você é uma pessoa religiosa. Eu não sou e pode parecer birra dizer isso, mas... Cuidado para não colocar a religião e as crenças à frente do seu bem estar e da sua felicidade, viu?

Gente, não consigo te imaginar chorando, sabia???


Grande beijo! Abração!

Marivone
Uma Fábula sobre a Vaidade

Márcia disse...

Deus deu o livre arbítrio não é isso ??? E quem é que pode te dizer pra fazer isto ou aquilo se Ele te deu o livre arbítrio. E se vc tem esta arma poderosa na mão, que pode te tirar do sofrimento (pq só vc pode fazer isto) por que não usá-la !!!?????
Com todo o respeito, mande pastor, marido e o escambau pros quintos da África mulher !!! Vc é leoaaaa !!! Só vc e Deus mandam na sua vida e Ele não deve gostar de te ver sofrer. Leve consigo as lições que aprendeu de tudo isto e caia na vida de coração e alma lavadas !!!! Vc não vai estar sozinha !!!
Beijim
(ah...vim agradecer seu email da votação..rsrs...a Sutana vai colocar as fotos depois para votação...obrigadinha pela força viu)

Elaine disse...

Olá!
Vi sua entrevista no Dona Perfeitinha e daí lembrei que já conhecia um pouco seu blog.
Já disseram tudo, eu só tenho a acrescentar que realmente Deus não vai te desamparar nesse deserto que você está vivendo. É mesmo muito triste ver um cristão agindo como muito ateu não agiria. Sem dúvida isso faz sangrar o coração do Senhor!
No mais, saiba que não dorme Aquele que te guarda!
Mas isso você vive há muito tempo, certo?
Fique na paz do Senhor.

Sheila disse...

Li sua entrevista no Dona Perfeitinha e fiquei pensando o porquê de você continuar em um casamento abusivo, mas não achei que tinha qualquer direito de lhe falar isso.

No entanto, depois de ler esse post tão tocante, quero dizer que nenhuma infelicidade nossa pode agradar a Deus, principalmente quando nossa parte é feita, principalmente quando lutamos para mudar isso.

Que Deus lhe abençoe e siga do seu lado!

Beijocas.

Coloquei tudo para fora


Para quem tem acompanhado o blog, sabe que meu marido está na África e eu estou aqui no Brasil em tratamento médico. Estamos fisicamente separados há 6 meses. Chegamos num ponto em que não há mais comunicação entre nós.

Eu cheguei no meu limite.

Sexta feira passada, à noite, enviei a seguinte mensagem para ele, por e-mail:


"Olá
quero escrever sobre algumas coisas.
Espero que esteja bem. Soube que você ligou para o pastor.
O pastor já lhe respondeu, então vou falar sobre mim.
Estou muito decepcionada comigo mesma. Esperei muito de você. Confiei em você. Minhas expectativas falharam. Me machuquei muito.
Estou em tratamento. Não sei muita coisa de quanto tempo ainda preciso do tratamento e dos medicamentos.
Você sabe todas as coisas que me prometeu. A situação hoje é consequência da sua decisão.
Você decidiu colocar seu negócio na frente de nosso casamento.
Você decidiu colocar seu tio antes de mim como sua esposa.
Você escolheu trabalhar para seu amigo e passar tempo com ele em vez de cuidar de mim.
Você decidiu ir para DUbai em vez de vir ao Brasil.
Agora dá muitas desculpas para o pastor.
Você abusou de mim emocionalmente, abusou de mim fisicamente, abusou de mim espiritualmente.
E quando eu pedi para me ligar mais vezes porque eu precisava, você desprezou e continuou a dar desculpas.
Quando você mandou um e-mail me pediu perdão por coisas que TALVEZ você fez. Você nem tem certeza que fez algo errado, não reconhece seus erros.
Eu esperei você por 6 meses. Antes de casar eu falei para você que eu não consigo viver dessa maneira e você prometeu que não ía fazer isso. Você não se importa.
Cada dia que eu acordo eu sinto que você me rejeitou, porque você não está do meu lado - foi sua decisão.
Você prega na Igreja em Tete, mas não cuida da sua esposa.
Mês que vem ... vem aqui no Brasil e eu vou nomeá-la minha procuradora.
Ela vai me representar no Notariado de Tete para o pedido de divórcio.
Espero que você encontre uma nigeriana ou outra branca para te satisfazer sexualmente e não ficar machucada quando você deixar ela sozinha.
Não precisa mais se preocupar em vir ao Brasil.
Acabou.

Você mentiu
Prometeu
E não cumpriu.

Me deixou
Me abandonou
Quando mais precisei
Você se afastou.

Saiu,
Para ajudar outros
Amigo, tio,
Mas quando pedi tua ajuda
Você ignorou.

Eu não quero seu dinheiro
Não quero suas mentiras.
Você gastou, investiu,
Foi fazer negócio,
Mas decidiu
Que ía ficar comigo mais tarde.

Prioridade é o que se faz primeiro.
Você cuida do seu negócio,
Você ajuda seu amigo,
Você cuida da loja do tio,
Prega na Igreja, ensina jovens.
Tudo isso vem primeiro.
Eu não existo na sua vida.
Não te conheço mais.

Você poderia ter vindo
No início do meu tratamento
No momento mais difícil
Eu precisei de você.

Você não quer depender de ninguém
Mas não tentou nem saber
Com meus pais sobre minhas necessidades.
Você não tem responsabilidade.

Eu te disse que precisava de atenção
Mais do que uma vez por semana
Você acha que isso é um desperdício
E não quis gastar dinheiro comigo.

E quando me escreveu uma mensagem
Disse que TALVEZ tenha feito algo errado.
Você ainda escreveu TALVEZ,
Suas palavras são tão falsas
Nem enxerga seus próprios erros.

Um homem casado
Mandando mensagens no orkut
Para moças solteiras,
Me envergonha publicamente
Porque estou sozinha
E você não respeita ninguém
Nem se importa em me ferir.

Eu não sabia
Que casamento na Nigéria era assim.
Mas eu sei que,
Pela Bíblia,
Você não é marido prá mim."


Eu não queria terminar dessa maneira, queria que fosse olho no olho, mas não aguento mais. Me sinto presa, apertada, abandonada, perdida, cortada em pedaços, e como se todos olhassem para mim e me vissem por dentro.

Cada dia buscando um abraço, cada dia fugindo desse sentimento de abandono e rejeição, cada dia enfrentando o medo do preconceito de ser uma missionária divorciada e ao mesmo tempo clamando a Deus para não mais ser abusada como fui.

Se para manter um casamento preciso me sujeitar a abusos, prefiro ser julgada por Deus do que pelos homens. Um casamento não está acima do valor de uma vida, e com o ... estive à beira da morte - os médicos atestam isso.

Nunca vi o casamento com uma atitude de brincadeira ou entendimento de que seja algo descartável. Se estou como estou hoje é porque lutei com todas as minhas forças para me manter inteira dentro desse casamento.

Não quero continuar sendo abusada, não vou continuar nisso. Se o pastor não entende, não acredita em mim, prefere acreditar no ..., não posso fazer nada. Mas casamento não é apenas ele me mandar dinheiro. Eu não sou uma prostituta. Eu não quero o dinheiro dele. Casamento é mais do que a mulher receber dinheiro de um homem, e eu não estou vivendo uma aliança de casamento há muito tempo, antes mesmo de vir para o Brasil.
Tenho orado e chorado diante de Deus todos os dias, pedindo que ele me livre dessa situação, que ela passe logo, porque é uma tortura sem tamanho. É fácil dizer que sou dura com as pessoas.
Eu não sei porque o ... casou comigo. Ele quis tanto apressar nosso casamento - as pessoas podem confirmar isso com ele - e depois não deu conta de nada, não me ouvia, não se responsabilizava, trabalhava de graça para outros, me deixando em casa mal, eu pagava as contas, me abusou sexualmente quando fiquei sem poder comer, passando mal, ninguém pode me obrigar a continuar vivendo dessa maneira.
Quem vai decidir por mim? Tenho 30 anos. Me guardei 28 anos para esse casamento - não é brincadeira. Casei virgem. Mas considero minha vida com Deus e minha saúde mais importante do que o casamento, por isso tomei essa decisão. Não espero que concordem comigo, mas preciso que entendam minha dor.
Quando defendo meu ministério, estou fazendo o mesmo que Paulo fez diante de sua liderança, em defesa do próprio ministério, com respeito, e isso não foi dureza, foi justiça.
É o que estou me propondo a fazer. Tomei o cuidado de não insultar nem ofender ninguém, e até com um incentivo de minha psicoterapeuta me propus a ter meu ministério sob análise da liderança, uma vez que servi à Igreja do Senhor durante 18 anos.
Eu não sou uma criança. Estou aprendendo a viver. Estou aprendendo a buscar coisas que nunca tive coragem de buscar antes, de ter minha segurança na Palavra de Deus, não na opinião de pessoas. De tomar decisões por mim mesma.
Se o pastor estivesse preocupado com minha saúde emocional teria um pouco mais de sensibilidade e não me mandaria aquele e-mail no dia 12 de junho - simples assim.
Passei a sexta e o sábado chorando. Não me ajudou muito. Isso não é sensibilidade. Isso é dureza.
Eu quero que isso acabe.
Deus não vai me abandonar. Eu não sei dos outros, mas Ele não vai.