quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Presente enviado do céu



Pois é...


Como eu ía dizendo, ontem tive a pior crise desde que voltei ao Brasil. Foi horrível. Depois do pesadelo acabar e a tempestade acalmar, um gatinho que já estava há dias fazendo barulho na casa vizinha invadiu nossa casa, e tive a maior dó.


Por incrível que pareça amo leões mas odeio gatos. Odeio gatos porque são interesseiros e traiçoeiros. Mas aquele filhote era de dar dó. Minha mãe, reclamando como uma sirene, como era depois daquela crise, até concordou que eu desse um pote de leite para o gato, que bebeu deseperadamente. Mas, é claro, ele teve que voltar para a casa vizinha.




Porém, hoje de tarde, quando eu estava indo para o escritório onde passo as tarde, vi na porta de um petshop cãezinhos para doação. A coisa mais linda, e tinha uma fêmea. Não pensei duas vezes (como na maioria das vezes, para qualquer assunto), adotei, comprei acessórios, mandei vacinar e desvermizar e trouxe para o escritório. Ela está ao meu lado, dormindo. Quero só ver como será à noite.




Um verdadeiro presente enviado do céu, para me ajudar a parar de pensar em mim mesma e nos meus problemas, para cuidar de alguém e voltar a amar.
O nome dela é Sophie.

3 comentários:

Allende disse...

Não achei um lugar para te indicar uns filmes para aí do lado: homens de honra, uma lição de amor, o clube do imperador. VAle a pena! Té mais!

http://peripeciaperspicaz.blogspot.com/

C. Maurício disse...

Ei!
Gatos são legais!
São interesseiros e traiçoeiros, mas são bem mais serenos e silenciosos que cães...
Ter animais de estimação é sempre legal.
Que a Sophie lhe traga Sabedoria, é um belo nome.

Lúcia disse...

Eu gosto tanto de cachorro quanto de gato, cada um com suas peculiaridades!
Espero que ela seja uma ótima companheira!
Bjins

Presente enviado do céu



Pois é...


Como eu ía dizendo, ontem tive a pior crise desde que voltei ao Brasil. Foi horrível. Depois do pesadelo acabar e a tempestade acalmar, um gatinho que já estava há dias fazendo barulho na casa vizinha invadiu nossa casa, e tive a maior dó.


Por incrível que pareça amo leões mas odeio gatos. Odeio gatos porque são interesseiros e traiçoeiros. Mas aquele filhote era de dar dó. Minha mãe, reclamando como uma sirene, como era depois daquela crise, até concordou que eu desse um pote de leite para o gato, que bebeu deseperadamente. Mas, é claro, ele teve que voltar para a casa vizinha.




Porém, hoje de tarde, quando eu estava indo para o escritório onde passo as tarde, vi na porta de um petshop cãezinhos para doação. A coisa mais linda, e tinha uma fêmea. Não pensei duas vezes (como na maioria das vezes, para qualquer assunto), adotei, comprei acessórios, mandei vacinar e desvermizar e trouxe para o escritório. Ela está ao meu lado, dormindo. Quero só ver como será à noite.




Um verdadeiro presente enviado do céu, para me ajudar a parar de pensar em mim mesma e nos meus problemas, para cuidar de alguém e voltar a amar.
O nome dela é Sophie.