Friedrich W. Nietzsche — A Morte de Deus, por Clóvis de Barros Filho