sábado, 6 de junho de 2009

Renovo 2

Depois de tanto tempo
Chorando, clamando, buscando,
Ontem me respondeste.
Dor insaciável
Nas entranhas senti,
Desespero, morte
Perda dos sentidos eu vivi.
Palavras Consoladoras
Do Teu Espírito ouvi
Pela boca do fiel:
‘Fé, apenas fé’
para retirar dos meus olhos o véu.

És Senhor, meu Dono,
Autor e Consumador da minha fé.
Me chamaste, me escolheste,
Encheste o meu coração de sentido.
Me deste nova identidade
E estabeleceste meu destino.

Vi com Teus olhos
Mesmo que por breve instante
A vida nos olhos de uma criança
E fizeste meu coração constante.

Desejei os pés como os da corça
Prá escalar toda dificuldade.
Pés ligeiros, certos, vivos em Ti
Pés que alcançam no tempo e o alvo certos,
O lugar de descanso em Ti.

Buscando sentido, olhando para Ti
Encontrei-me
Realizei-me
E, depois de tanto tempo,
Descansei.

(By Lioness, setembro 2005)

2 comentários:

KarolinaB disse...

lindo, simplesmente lindo. Quem dera eu ter um coração constante! (alguem tem?)Passei pra desejar um ótimo final de semana. Obrigada pelas visitas. BJUS

Pri disse...

Buscando sentido, olhando para Ti
Encontrei-me


Muito verdadeiro!
Bjs, fique com Deus e excelente domingo prá vc, florzinha!

Renovo 2

Depois de tanto tempo
Chorando, clamando, buscando,
Ontem me respondeste.
Dor insaciável
Nas entranhas senti,
Desespero, morte
Perda dos sentidos eu vivi.
Palavras Consoladoras
Do Teu Espírito ouvi
Pela boca do fiel:
‘Fé, apenas fé’
para retirar dos meus olhos o véu.

És Senhor, meu Dono,
Autor e Consumador da minha fé.
Me chamaste, me escolheste,
Encheste o meu coração de sentido.
Me deste nova identidade
E estabeleceste meu destino.

Vi com Teus olhos
Mesmo que por breve instante
A vida nos olhos de uma criança
E fizeste meu coração constante.

Desejei os pés como os da corça
Prá escalar toda dificuldade.
Pés ligeiros, certos, vivos em Ti
Pés que alcançam no tempo e o alvo certos,
O lugar de descanso em Ti.

Buscando sentido, olhando para Ti
Encontrei-me
Realizei-me
E, depois de tanto tempo,
Descansei.

(By Lioness, setembro 2005)