terça-feira, 28 de abril de 2009

Mulheres, sexo forte


Incrível, um filme em que os homens não aparecem (literalmente), e é um show.

Até me inspirei e fiz um quadro/mural intitulado "What do I want?" na minha parede, com recortes, que ficou excepcional.


Não deixem de ver esse resumo do universo feminino.


Sinopse

Aparentemente Mary Haines (Meg Ryan) leva uma vida perfeita: possui uma linda casa em Connecticut, uma filha de 12 anos, um marido bem-sucedido em Wall Street e uma carreira como designer na loja de roupas de seu pai. Para dar conta também de seus afazeres de casa ela conta com a ajuda da governanta Maggie (Cloris Leachman) e da babá Uta (Tilly Scott Pederson). Sua melhor amiga é Sylvia Fowler (Annette Bening), uma especialista em moda que está no auge da carreira e feliz por estar sozinha. Edie Cohen (Debra Messing), uma grande mãe coruja de seus filhos e também das amigas, e Alex Fisher (Jada Pinkett Smith), uma bem-humorada lésbica que tem o dom de falar o que ninguém espera ouvir, também pertencem ao círculo de amizades de Mary e Sylvia. Juntas elas enfrentam as felicidades e problemas da vida.

2 comentários:

Lúcia disse...

QUe legal! Posta uma foto do mural! Bjo!

james disse...

.

Graça, e paz, e amor vos sejam multiplicados, irmão Lioness.

Muitos de nós, homens, ainda insistem em permanecer no pedestal de ser superiores, ainda mais quando, nos dirigimos aos que, ostentam seus imponentes (falidos) títulos de ‘líderes evangélicos’...

Mas, nossas irmãs, balaustres nas mãos do Senhor, sustentam com sabedoria e paciência, suas famílias no caminho do Senhor.

Que nossas mulheres crentes partam de seu estudo das Escrituras determinadas, pela graça de Deus, a obedecer as suas instruções quanto ao seu relacionamento com o homem.

Que possam estar prontas a ilustrar, por seu comportamento, a maravilhosa verdade referente a Cristo e a Igreja; a ser um testemunho individual de protesto contra o espírito de anarquia deste século; a se gloriar pelo lugar maravilhoso e único que lhes foi.

Então Deus será glorificado!

Então sua verdadeira utilidade estará plenamente a disposição.

Então os homens crentes as respeitarão profundamente, sendo ajudados e influenciados por elas, e descobrirão o que significa verdadeiramente a maravilhosa palavra - AJUDADORA - a qual só pertence às mulheres.

Este é o grande ministério das irmãs crentes, bem diferente do negativismo e do feminismo criado por tradições e interpretações parciais, por vezes vigente.

Deus nos ajude a cumpri-lo!


Nos interesses de Cristo e Sua Igreja.

Fraternalmente.

James.

Jesus, o maior Amor ///
Comunidade "Adoradores em Casas"///
...
..
.

Mulheres, sexo forte


Incrível, um filme em que os homens não aparecem (literalmente), e é um show.

Até me inspirei e fiz um quadro/mural intitulado "What do I want?" na minha parede, com recortes, que ficou excepcional.


Não deixem de ver esse resumo do universo feminino.


Sinopse

Aparentemente Mary Haines (Meg Ryan) leva uma vida perfeita: possui uma linda casa em Connecticut, uma filha de 12 anos, um marido bem-sucedido em Wall Street e uma carreira como designer na loja de roupas de seu pai. Para dar conta também de seus afazeres de casa ela conta com a ajuda da governanta Maggie (Cloris Leachman) e da babá Uta (Tilly Scott Pederson). Sua melhor amiga é Sylvia Fowler (Annette Bening), uma especialista em moda que está no auge da carreira e feliz por estar sozinha. Edie Cohen (Debra Messing), uma grande mãe coruja de seus filhos e também das amigas, e Alex Fisher (Jada Pinkett Smith), uma bem-humorada lésbica que tem o dom de falar o que ninguém espera ouvir, também pertencem ao círculo de amizades de Mary e Sylvia. Juntas elas enfrentam as felicidades e problemas da vida.