terça-feira, 10 de março de 2009

A quem amo

Hoje descobri
Que não amo homem algum
Amo o amor
Que me faz feliz
E não pode me decepcionar.

Amigo de infância
Irmão do dia-a-dia
Companheiro de trabalho
Paixão da mocidade
Relação platônica ou maternal
Nenhum deles me completa
Nenhum deles me compreende.

O amor é firme e constante
Me faz sentir segura
Em meio a qualquer tempestade;
“O amor é forte como a morte”
Disse o sábio uma vez;
Hoje vejo os homens a me rodear
E, sozinha, com a solidão
Sofro calada a falta de alguém.
Eles me dizem mentiras
Eu represento que os amo
E, depois que as máscaras caem,
Sobra a dor, a confusão...
E a decepção.

Mas dAquele que não posso fugir
Recebo todo o amor que me preenche
Que me faz entregar tudo
Como Ele se entregou por mim;
Decido, então, não mais buscar alguém
Que não seja Ele
E não mais viver em função de alguém
Que não dEle.

Amo o amor
Porque meu Deus é amor
E a perfeição que busco nos homens
Só nEle hei de encontrar;
Aquele que me faz viver
Que me conhece,
E me aceita,
E que me amou primeiro
Antes mesmo de eu vir a existir.

(By Lioness - março 1999)

3 comentários:

Luciani disse...

Lindo poema Liones Deus é tudo o UNICO com amor verdadeiro q deu seu filho unigenito para nos salvar..quem faria isso hj em dia??
boa terça
bjosss

Lúcia disse...

Perfeito!

sermulher disse...

Poxa, não to conseguindo postar comentario aqui...

Vou tentar de novo:

o texto é lindo, parece mesmo uma oração - copiei pra ler de vez em quando tá?

Beijão!

A quem amo

Hoje descobri
Que não amo homem algum
Amo o amor
Que me faz feliz
E não pode me decepcionar.

Amigo de infância
Irmão do dia-a-dia
Companheiro de trabalho
Paixão da mocidade
Relação platônica ou maternal
Nenhum deles me completa
Nenhum deles me compreende.

O amor é firme e constante
Me faz sentir segura
Em meio a qualquer tempestade;
“O amor é forte como a morte”
Disse o sábio uma vez;
Hoje vejo os homens a me rodear
E, sozinha, com a solidão
Sofro calada a falta de alguém.
Eles me dizem mentiras
Eu represento que os amo
E, depois que as máscaras caem,
Sobra a dor, a confusão...
E a decepção.

Mas dAquele que não posso fugir
Recebo todo o amor que me preenche
Que me faz entregar tudo
Como Ele se entregou por mim;
Decido, então, não mais buscar alguém
Que não seja Ele
E não mais viver em função de alguém
Que não dEle.

Amo o amor
Porque meu Deus é amor
E a perfeição que busco nos homens
Só nEle hei de encontrar;
Aquele que me faz viver
Que me conhece,
E me aceita,
E que me amou primeiro
Antes mesmo de eu vir a existir.

(By Lioness - março 1999)