sábado, 21 de março de 2009

Liberdade

Longe de velhas cadeias
Indo contra a correnteza
Busco a paz de minh’alma
Entre os amores que vivi
Recordo-me do quanto sofri
Deixo de lado essa busca inútil
Até que, olhando para Ti
Descubro que a felicidade verdadeira
Encontro-a facilmente em Tua fidelidade.

Sou livre, sim, para viver
E amar sem enroscar-me
Em ninguém.
Cuido com a tentação apenas
E de realizar apenas e
Tão somente
Tua vontade.

Haverão dias em que hei de chorar,
E cair, quem sabe, talvez,
Saiba que jamais quero te desapontar
Mas negar-me assim como Cristo fez.

(By Lioness - julho 1999)

3 comentários:

Paula disse...

Que belo texto! Gostei do finzinho...
Tem sessão nova lá no "Canetas Coloridas".
Bom fim-de-semana!
Bjos,
Paulinha

SGi/Sonia disse...

Oi Bonitona!
Tava aqui dando uma geral nos textos que propositalmente deixo acumular para lê-los numa hora de calmaria, porque minha casa as vezes para um furacão.

Nem preciso mais dizer que tu escreve forte demais e que me deixa sempre sem ar.

Como foi o seu dia hoje?
Mais calmo e feliz espero sinceramente, estou vendo que seus dias continuam um vendaval, que bom que já descobriu o que desencadea as crises, levei tanto tempo, eram tantas crises e o óbvio na minha frente e eu não conseguia ver.

Seja feliz sempre, porque você é merecedora disso.

Beijins:*

cris disse...

Oi querida, adorei esse. Li o anterior, você esta melhor? Espero que a semana comece iluminada, cheia de alto astral e esperança e que vc se sinta realmente bem, linda e completa. Te conheço há pouco tempo, mas já tenho um carinho enorme e torço muito por ti e sua felicidade, sua paz de espirito. Se puder ajudar de alguma forma, conte comigo.

Beijão, desejo um começo de semana cheio de serenidade pra voce!

Liberdade

Longe de velhas cadeias
Indo contra a correnteza
Busco a paz de minh’alma
Entre os amores que vivi
Recordo-me do quanto sofri
Deixo de lado essa busca inútil
Até que, olhando para Ti
Descubro que a felicidade verdadeira
Encontro-a facilmente em Tua fidelidade.

Sou livre, sim, para viver
E amar sem enroscar-me
Em ninguém.
Cuido com a tentação apenas
E de realizar apenas e
Tão somente
Tua vontade.

Haverão dias em que hei de chorar,
E cair, quem sabe, talvez,
Saiba que jamais quero te desapontar
Mas negar-me assim como Cristo fez.

(By Lioness - julho 1999)