domingo, 11 de janeiro de 2009

Descoberta da semana


Descobri que tenho um braço esquerdo!

Bem, comecei a fazer boxe na academia!
Sim, o médico me deu uma juntada e disse que eu precisava praticar um esporte diariamente, para melhorar minha atividade cerebral. Eu costumava fazer natação nos bons e velhos tempos de faculdade, mas para fazer todo dia ía me custar os olhos da cara - e eu vou realmente precisar deles.
Então decidi pelo boxe. Na academia perto de onde estou hospedada é barato, e já tenho o saco de 70 libras para treinar em casa quando não for para a academia.
É daí que surge a descoberta da semana: descobri que tenho um braço esquerdo que nunca tinha usado na vida.
Até agora ele só servia para carregar a aliança de casamento. Mas com o boxe, eu nem poderia imaginar que ele seria o protagonista da história.
Quando eu era criança, minha irmã e eu costumávamos brincar de fazer caligrafia com a mão esquerda para ver se conseguíamos ser ambidestras, mas não funcionou, e já tinha desistido desse meu lado inútil.
Agora, meu cruzado tem sido o soco mais forte que dou (e com a esquerda)! Estou surpresa comigo mesma! Além do mais, no boxe, é o braço que você mais usa!
Será que temos mais em nossa vida que pensávamos não servir para nada e que precisamos descobrir sua utilidade, sua força?
Como meu braço esquerdo, às vezes posso ignorar uma força escondida dentro de mim que luta por se fazer notar.
Estou surpresa e feliz: tenho um braço esquerdo, e ele é forte!

Outra coisa importante, e que repito sempre quando saio da aula na academia: nunca mais vou apanhar de ninguém! Posso não bater, mas nunca mais serei saco de pancada de ninguém!

3 comentários:

Lúcia disse...

É tão bom fazer uma boa descoberta, não é?

lioness disse...

Pois é... o pacotinho é do protetor de boca. Agora tenho mais coisas.

Maria Paula disse...

Acho que preciso de um trem desses, geente!!!
kkkkk

Descoberta da semana


Descobri que tenho um braço esquerdo!

Bem, comecei a fazer boxe na academia!
Sim, o médico me deu uma juntada e disse que eu precisava praticar um esporte diariamente, para melhorar minha atividade cerebral. Eu costumava fazer natação nos bons e velhos tempos de faculdade, mas para fazer todo dia ía me custar os olhos da cara - e eu vou realmente precisar deles.
Então decidi pelo boxe. Na academia perto de onde estou hospedada é barato, e já tenho o saco de 70 libras para treinar em casa quando não for para a academia.
É daí que surge a descoberta da semana: descobri que tenho um braço esquerdo que nunca tinha usado na vida.
Até agora ele só servia para carregar a aliança de casamento. Mas com o boxe, eu nem poderia imaginar que ele seria o protagonista da história.
Quando eu era criança, minha irmã e eu costumávamos brincar de fazer caligrafia com a mão esquerda para ver se conseguíamos ser ambidestras, mas não funcionou, e já tinha desistido desse meu lado inútil.
Agora, meu cruzado tem sido o soco mais forte que dou (e com a esquerda)! Estou surpresa comigo mesma! Além do mais, no boxe, é o braço que você mais usa!
Será que temos mais em nossa vida que pensávamos não servir para nada e que precisamos descobrir sua utilidade, sua força?
Como meu braço esquerdo, às vezes posso ignorar uma força escondida dentro de mim que luta por se fazer notar.
Estou surpresa e feliz: tenho um braço esquerdo, e ele é forte!

Outra coisa importante, e que repito sempre quando saio da aula na academia: nunca mais vou apanhar de ninguém! Posso não bater, mas nunca mais serei saco de pancada de ninguém!